Conheça as cirurgias por vídeos - Dr Mikael Vieira

Conheça as cirurgias por vídeos

Conheça as cirurgias por vídeos

Conhecido como um procedimento cirúrgico pouco invasivo, a cirurgia por vídeo, ou videolaparoscopia, permite cortes mínimos, que são feitos para a inserção de instrumentos de pequeno porte, como por exemplo, uma câmera de vídeo.

Apesar de já ter falado algumas vezes sobre as vantagens da cirurgia por vídeo: você sabe quais eu realizo? Vou listar algumas para vocês neste texto.

1 – Nefrectomia Radical e Parcial

Sendo uma cirurgia indicada para o tratamento de tumores renais, consiste na remoção na totalidade do rim (nefrectomia radical) ou na remoção do tumor e tecidos circundantes do mesmo (nefrectomia parcial ou tumorectomia).

Quando possível a realização por vídeo, sem a incisão inerente a uma cirurgia “aberta”, costuma-se priorizar a nefrectomia parcial, de modo a preservar a função renal. No entanto, a utilização desta técnica vai depender sempre das condições do paciente.

Por se tratar de uma cirurgia minimamente invasiva, a cirurgia por vídeo proporciona uma recuperação mais rápida, menos dor, menor tempo de internação e menor perda de sangue.

2 – Prostatectomia Videolaparoscópica

A cirurgia de próstata é a principal forma de tratamento para o câncer de próstata, visto que na maioria dos casos, é possível remover todo o tumor maligno e curar, principalmente em casos pouco evoluídos.

No caso da prostatectomia videolaparoscópica o procedimento ganha mais precisão. É possível visualizar a anatomia com imagem amplificada em até 20 vezes, o que permite movimentos minuciosos e apurados, com excelentes resultados. A recuperação do paciente também é bastante rápida.

3 – Adrenalectomia Videolaparoscópica

A Adrenal é uma glândula que temos próximo ao Rim, responsável pela produção de substâncias importantes para o bom funcionamento do nosso corpo.

No entanto, quando essa produção acontece de forma exagerada, começam a aparecer problemas graves de saúde como obesidade e pressão alta.

Nesses casos, a Adrenal precisa ser removida, e a cirurgia por vídeo é o padrão atual de tratamento para essa doença, sendo segura, efetiva e menos invasiva para os pacientes.

4 – Reconstrução urinária


A Urologia Feminina é uma das áreas mais importantes da Cirurgia Urológica

Por exemplo, quando temos um quadro de perdas de urina pela vagina após uma cirurgia pélvica, precisamos interromper essa comunicação entre a bexiga da paciente e a vagina, para que deixem de existir essas perdas contínuas.

A Cirurgia por Vídeo é a opção minimamente invasiva para essa reconstrução, oferecendo uma alta precoce, menor dor e rápido retorno às atividades do dia a dia.

5 – Ureterolitotripsia

Método minimamente invasivo, a cirurgia pode ser indicada de forma emergencial para promover grande alívio nos sintomas da cólica renal.

O procedimento consiste em passar uma microcâmera pela uretra atingindo a bexiga e seguindo em direção ao rim pelo ureter até a identificação dos cálculos. As pedras são fragmentadas por laser e os fragmentos são retirados com uma cesta especial.

A Ureterolitotripsia tem eficácia superior a 90%, o tempo de internação é em torno de 12 horas e a recuperação é bem rápida!

E aí, gostou deste conteúdo? Gostaria de saber mais sobre as cirurgias minimamente invasivas? Continue acompanhando o blog.

Open chat
Precisa de ajuda?