Pedra nos rins mitos e verdades - Dr Mikael Vieira

Pedra nos rins mitos e verdades

Pedra nos rins mitos e verdades

De acordo o Ministério da Saúde, aproximadamente 12% dos homens e 6% das mulheres terão cálculo renal.

A doença é ocasionada pela formação de cristais nos rins, que se manifestam por meio de pequenas pedrinhas no aparelho urinário – rins, ureteres, bexiga e uretra.

O desenvolvimento dessas pedras se dá, principalmente, pelo aumento de substâncias como cálcio e ácido úrico na urina ou pela diminuição de citrato.

Para ajudar em alguns cuidados de prevenção, listei abaixo alguns dos principais mitos e verdades envolvendo as pedras nos rins.

1 – O churrasco aumenta o risco de pedra nos rins?

VERDADE

Alimentos ricos em proteína animal, tendem a elevar a quantidade de sódio no organismo. 

Vale ressaltar, que uma dieta com alto teor de sódio aumenta a excreção urinária de sais, como cálcio e oxalato, aumentando assim o risco de formação de cálculo renal

2 – Frutos do mar aumentam o risco de pedra nos rins?

VERDADE

Alimentos como camarão, lula, lagosta, caranguejo, entre outros também são muito ricos em sódio. 

3 – A ingestão de sementes de tomate pode causar pedra nos rins?

MITO

O risco de desenvolvimento de cálculos renais não está associado à ingestão de sementes nem de caroços.

4 – Pouca ingestão de líquido aumenta o risco de pedras nos rins?

VERDADE 

A urina é o principal mecanismo de eliminação dos cristais sólidos de sais e minerais. Quando ingerimos pouco líquido, a urina fica mais concentrada, o que aumenta a concentração desses cristais e a chance de se formarem cálculos nos rins. Por isso, o recomendado é consumir no mínimo 2,5 litros de água por dia 

5 – Casos de pedras nos rins aumentam nos períodos de calor?

VERDADE 

Nos dias mais quentes é comum que as pessoas fiquem mais desidratadas, pois transpiram mais. Por esse fator, o rim acaba tendo menos líquido para filtrar, aumentando as chances de o paciente ficar com a urina mais concentrada, elevando o risco de agregação dos cristais.

6 –  Criança não tem pedras nos rins? 

MITO 

Apesar de os cálculos renais afetarem principalmente as pessoas dos 20 aos 50 anos de idade, eles também podem ocorrer na infância.

7 – A ingestão de bebidas cítricas ajuda a prevenir pedras nos rins?

VERDADE 

As frutas cítricas, como limão e laranja, são ricos em ácido cítrico e são eliminados na urina na forma de citrato. A eliminação do citrato na urina ajuda a prevenir a formação de cálculos renais.

8 – Durante as crises de pedra nos rins, se movimentar ou trocar de posição na cama ajuda a diminuir a dor.

  • Como é o tratamento das pedras nos rins?

A definição do melhor tratamento vai depender do tamanho, da localização e do tipo do cálculo.

Quando necessário um procedimento cirúrgico de ureteroscopia, será realizada a passagem de um ureteroscópio por meio da uretra para extrair os cálculos localizados no ureter.

Para os casos de cálculos renais de maior tamanho será necessário um acesso percutâneo direto ao rim. 

Além disso, existe a possibilidade de tratar por meio de um método minimamente invasivo, ou seja sem nenhuma incisão, conhecido como litotripsia extracorpórea por ondas de choque. Nesta técnica será feita aplicação de ondas de choque sobre as pedras, a partir de um aparelho chamado litotriptor.

O recomendável é sempre consultar um especialista de confiança.

Continue acompanhando o blog para saber mais!

Open chat
Precisa de ajuda?